As p@l@vr@s têm expressão em corpu$ & $en$u...

Sábado, 03 de Julho de 2010

Rastejando pela alma ensanguentada,

o medo derrubou-te, confundiste o real e o imaginário.

 

Foste muito abaixo da superfície,

REAL eram as conversas: sentias-te BEM.

 

IMAGINÁRIO foi teres pensado ser GOSTAR/PAIXÃO....(SUSPIROS)

Perdeu-se o controlo, dessa porem simples situação.

Fica-se inseguro, a procura de se suportar: o frio na barriga e a vontade de gritar.

 

Rastejando pela alma ensanguentada,

pois derrubaste-te, desconfortante sensação... distraído por impulsos.

De frente ao reflexo do espelho... ASSUSTADO: as paredes vão se fechando.

 

Confundiu-se o REAL e o IMAGINÁRIO.

tags:
publicado por Setarcos7 às 21:41

Procuro encontrar um motivo,
uma razão, para poder levantar-me.

Esconder as feridas que não se curam,
perto do céu e das nuvens.
Encontrar o meu melhor
e mudar esse meu eu.


Nunca é tarde,
é só ter vontade.
E quando acordar,
poderei ver em meus olhos a vontade de sorrir,
ter a chance de viver sem me arrepender.
Tudo o que passou vou deixar para trás,
passado triste, que eu conseguirei esquecer.
Ter forças para viver, ter escolhas para o futuro.

PERTENCER-ME, SEM MEDO DE DESFAZER-ME...

 

sinto-me: REVOLTA
tags:
publicado por Setarcos7 às 21:27

Segunda-feira, 28 de Junho de 2010

Em silêncio, minhas palavras ganham asas.

O silêncio é o meu som...

Poesia é o silêncio das palavras

 

e por elas me sinto viajar,

onde somente pretendo sonhar:

meu passado, presente e FUTURO...

 


tags:
publicado por Setarcos7 às 12:32

Domingo, 20 de Junho de 2010

 

Vejo pelo imenso oceano
e tento encontrar os meus sentimentos.
Mas as nuvens impedem a minha procura,
algumas pessoas questionam o que eu digo
talvez por acharem não ter sentido.

Mas eu sei que este amor que existe em mim não é capricho.
Podes me chamar de teimoso e fantasioso,
mas apenas para lembrar:
eu sou real e estou aqui.
Nem este tempestuoso tempo,
me fará parar de querer-te.

Sei que no fundo sentes falta de mim,
alguma pessoa pode me responder por quê insites em resistir?

Quando eu fecho meus olhos:
recordo os beijos, as caricias, o prazer intenso das noites quentes.
Isto pode ser triste e doloroso em alguns momentos,
mas em meu coração tu sempre és tudo e mais para mim.

Pode até ser dificil esse amor mas não é impossivel.
Mas apenas para lembrar:
eu sou real e estou aqui
Nem este tempestuoso tempo,
me fará parar de querer-te.

Pois tu estas sempre em meus pensamentos.
Sei que no fundo sentes falta de mim,
alguma pessoa pode me responder por quê insises em resistir?
Sim, tu só sentiras a minha falta quando eu precisar.
Quando então sentires:
vamos recomeçar aonde paramos.

tags:
publicado por Setarcos7 às 20:19

Sexta-feira, 18 de Junho de 2010

Caía uma chuva fina,
em meio a um turbilhão de pessoas,
esperando o sinal de pedestres abrir,
uma pessoa chamou-me a atenção.

O sinal verde tardava
e insistia em fazer com que tuas roupas ficassem cada vez mais molhadas.

O frescura da água parecia acariçiar tua pele
e davam um ar mais silvestre aos teus cabelos,
contrastando com a paisagem exageradamente urbana que nos cercava.

Estavas linda naquele vestido curto e claro,
estampado com pequenas flores que pareciam escorrer pelo teu formoso colo.

De longe eu te observava
e quando apercebeste meu olhar,
deste-me o sorriso mais lindo de todo este chuvoso verão.
De repente, o sinal se abriu e tu atravessaste a rua
como uma brisa que pudesse dissipar todos os males do mundo.

O vestido clarinho,
clarinho - de tão clarinho parecia branco!
colado em teu peito deixava transparecer dois delicados pontinhos,
que eu imaginei a apontar-me o verdadeiro norte.

Tua beleza,
aquela beleza subtil revelada pela água
e pela tua contagiante naturalidade me impressionou,
hoje mais do que tudo:
quero ferir-me ao tocar meus dedos e minha boca,
nessas tuas agulhinhas tão doces.

tags:
publicado por Setarcos7 às 15:38

Quarta-feira, 16 de Junho de 2010

Ela apareceu vestida em todo o meu ser
e todos o meus tormentos e dores desapareceram.
Eu faria qualquer coisa para tê-la para mim
Apenas para tê-la para mim.

 

Agora eu não sei o que fazer,
não sei mesmo o que fazer.
Isso me deixa triste.

 

Ela é tudo para mim,
um amor não correspondido.
Uma canção que ninguém canta.
O intocável.
Ela é o mito no qual ninguem acredita,
tudo que eu preciso é torná-la real.

 

E eu não sei o que fazer,
não sei mesmo o que fazer.
E estou cada vez mais triste.

 

Disseram-me que não posso deixar isso crescer dentro de mim.
Preso em minha garganta e sufocando-me,
Rasgando-me em pedaços.
Eu não quero ser isso.

 

Ela não é real
Eu não posso fazê-la ser real
Ela é apenas um mito que ninguem acredita,
tudo que preciso é deixa-lá apenas em meus sonhos.

tags:
publicado por Setarcos7 às 14:47

Terça-feira, 02 de Fevereiro de 2010

 

Undi txabi di nhas sentimentus

Nuvens dja sucundin nha dia

E di noti nta odjou na nhas sonhus

Mokin ta atxa bu amor???

Ami nsta li so ta sperou

Nsta spera pa bu txoman

Kualker hora… di kualker lugar

Ami ta acredita na mi ku bo

Guentis ta perguntam pamodi???

Horas kin ta fitxa odju…

Nta xinti bu boca toca kes di meu

E triste vive nes sonhu

Djan kre odja realidade

Pamo na nha corason bu ta ser sempri tudu

I + pa mi

Bu podi txoman kualker hora

Di kualker lugar

Ami ta acredita na mi ku bo

Ki 1 dia nu ta sta djuntu

Pamo abo bu ka ta sain di nhas pensamentus

Bu sta sempri bebs

Sempri na nha pensamentu

Sempri e pa sempri

Horas ki finalmenti bu xinti kuze kin ta xinti

Djuntu nu ta movi nuvens e nu ta encontra nos dia

I nu ta difini e cria nos amor

 

publicado por Setarcos7 às 22:12

Quarta-feira, 02 de Dezembro de 2009

Na aventura dos sentidos,

           estou só e cada vez mais só.

 

Tens o meu olhar

           e minha mão aberta,

à espera de se fechar.

 

O amor

             não é o tempo que o faz.

O amor

             é o momento,

em que me dou e tu te dás.

publicado por Setarcos7 às 18:51

Quinta-feira, 01 de Outubro de 2009

 

Estar

pensar em outrem

coisas,

momentos,

ideias tuas e de outros.

 

Droga intensa,

dai sai sempre algo:

uma essência consciente,

um concentrado profundo,

algo forte.

 

Quebrado o silêncio

perdemos sempre,

pois sempre não queremos sair dele

para entrar no nosso caos.

 

 

publicado por Setarcos7 às 16:20


Meus dedos navegam por teu corpo,

 

 

teus seios seda

 

 

e delírios da minha mente

 

 

sentem o aroma de teu sémen,

 

 

petrificando meu coral

 

 

entrando em teu búzio,

 

nas profundezas do nosso mar.

 

publicado por Setarcos7 às 16:16

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Últ. comentários
nu ta vive pa buska difinison d poesia ma na verda...
Acabo de descobrir este blog e acho-o bastante ori...
Nu sta bai pa paise de disenvolvimento medio dos s...
É dos momentos de dor que emerge a maturidade e a ...
Parabéns Sokinhas!Nh curti es homenagem li, fixe s...
Encontrei nestas palavras o grande motivo do suces...
Este texto lembrou-me o João Sem Medo, personagem ...
Olá!A equipa do SAPO CV gostou muito do teu blog e...
arquivos
favoritos
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro