As p@l@vr@s têm expressão em corpu$ & $en$u...

Sábado, 03 de Julho de 2010

Rastejando pela alma ensanguentada,

o medo derrubou-te, confundiste o real e o imaginário.

 

Foste muito abaixo da superfície,

REAL eram as conversas: sentias-te BEM.

 

IMAGINÁRIO foi teres pensado ser GOSTAR/PAIXÃO....(SUSPIROS)

Perdeu-se o controlo, dessa porem simples situação.

Fica-se inseguro, a procura de se suportar: o frio na barriga e a vontade de gritar.

 

Rastejando pela alma ensanguentada,

pois derrubaste-te, desconfortante sensação... distraído por impulsos.

De frente ao reflexo do espelho... ASSUSTADO: as paredes vão se fechando.

 

Confundiu-se o REAL e o IMAGINÁRIO.

tags:
publicado por Setarcos7 às 21:41

Procuro encontrar um motivo,
uma razão, para poder levantar-me.

Esconder as feridas que não se curam,
perto do céu e das nuvens.
Encontrar o meu melhor
e mudar esse meu eu.


Nunca é tarde,
é só ter vontade.
E quando acordar,
poderei ver em meus olhos a vontade de sorrir,
ter a chance de viver sem me arrepender.
Tudo o que passou vou deixar para trás,
passado triste, que eu conseguirei esquecer.
Ter forças para viver, ter escolhas para o futuro.

PERTENCER-ME, SEM MEDO DE DESFAZER-ME...

 

sinto-me: REVOLTA
tags:
publicado por Setarcos7 às 21:27

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Últ. comentários
nu ta vive pa buska difinison d poesia ma na verda...
Acabo de descobrir este blog e acho-o bastante ori...
Nu sta bai pa paise de disenvolvimento medio dos s...
É dos momentos de dor que emerge a maturidade e a ...
Parabéns Sokinhas!Nh curti es homenagem li, fixe s...
Encontrei nestas palavras o grande motivo do suces...
Este texto lembrou-me o João Sem Medo, personagem ...
Olá!A equipa do SAPO CV gostou muito do teu blog e...
arquivos
favoritos
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro