As p@l@vr@s têm expressão em corpu$ & $en$u...

Quarta-feira, 16 de Junho de 2010

Ela apareceu vestida em todo o meu ser
e todos o meus tormentos e dores desapareceram.
Eu faria qualquer coisa para tê-la para mim
Apenas para tê-la para mim.

 

Agora eu não sei o que fazer,
não sei mesmo o que fazer.
Isso me deixa triste.

 

Ela é tudo para mim,
um amor não correspondido.
Uma canção que ninguém canta.
O intocável.
Ela é o mito no qual ninguem acredita,
tudo que eu preciso é torná-la real.

 

E eu não sei o que fazer,
não sei mesmo o que fazer.
E estou cada vez mais triste.

 

Disseram-me que não posso deixar isso crescer dentro de mim.
Preso em minha garganta e sufocando-me,
Rasgando-me em pedaços.
Eu não quero ser isso.

 

Ela não é real
Eu não posso fazê-la ser real
Ela é apenas um mito que ninguem acredita,
tudo que preciso é deixa-lá apenas em meus sonhos.

tags:
publicado por Setarcos7 às 14:47

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes
Últ. comentários
nu ta vive pa buska difinison d poesia ma na verda...
Acabo de descobrir este blog e acho-o bastante ori...
Nu sta bai pa paise de disenvolvimento medio dos s...
É dos momentos de dor que emerge a maturidade e a ...
Parabéns Sokinhas!Nh curti es homenagem li, fixe s...
Encontrei nestas palavras o grande motivo do suces...
Este texto lembrou-me o João Sem Medo, personagem ...
Olá!A equipa do SAPO CV gostou muito do teu blog e...
arquivos
favoritos
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro